Monthly archives: março, 2016

Uma introdução à Filosofia Goreana ou ao Goreanismo

Por Master Christian Sword of GOR <chistiansword@gmail.com>

A Filosofia Goreana se originou de um conjunto de 32 livros, conhecidos como “As Crônicas da contra terra”, escritos pelo professor John Frederick Lange Jr., professor de filosofia do Queens College em Nova York sob o pseudônimo de John Norman.

Nesta obra, através de um enredo de ficção científico-fantástica, John Norman propõe um mundo onde valores éticos como Honra, Responsabilidade e Verdade são medidas da qualidade de um Homem; onde os aspectos da biologia humana são considerados de grande relevância e como consequência onde a Dominação é papel da natureza masculina e a submissão é papel da natureza feminina.

Com o advento da onda “politicamente correta” nos USA predominantemente na década de 1980 a obra de John Norman foi banida, numa demonstração de profunda intolerância e censura ideológica por parte das autoridades norte-americanas. Desta forma a série foi descontinuada em 1988 com a publicação de seu 25o volume. A partir de 2001, com o declínio das forças que a censuravam, a obra de Jonh Norman foi retomada tendo chegado ao 32o volume em 2012.

Apesar da censura e principalmente com a popularização da Internet a partir da década de 1990, começaram a surgir grupos pondo em prática diferentes interpretações sobre o modo Goreano, inicialmente de forma virtual migrando posteriormente para relacionamentos reais.

Os principais grupos que se auto-intitulam Goreanos podem ser classificados em quatro grandes grupos:

  • Fãs”: São os fãs da série de ficção, muitos deles são aficionados por outras obras de ficção científica também. A grande maioria dos fãs da série são falantes nativos do inglês, idioma original da série, e por este motivo quase não se encontram fãs da série no Brasil. Eles não se envolvem com nenhuma tentativa de viver as histórias ou a filosofia encontrada na série.
  • Lifestylers”: São os goreanos que buscam viver a filosofia goreana adaptada a realidade e as condições socio-culturais atuais. Têm marcada preocupação com a coerência de suas práticas com a Filosofia Goreana e também vivem o aspecto fetichista do Goreanismo.
  • Role Players”: São predominantemente jogadores on-line que utilizam as “Cronicas da Contra Terra” como base para suas aventuras e jogos, simulando tanto quanto possível as histórias dos livros, os aspectos deste belo mundo de ficção, suas diversas raças e culturas para o seu lazer. Atualmente os Role Palyers são predominantemente encontrados no ambiente virtual “2nd life” e em alguns poucos chats dedicados.

    Existem, entretanto, alguns praticantes do role play goreano, que recentemente têm se indentificado como “goreanos btb” (by the book), que tentam misturar a ficção e a realidade tentando trazer aspectos puramente ficcionais, selecionados ao acaso, para o Estilo de Vida Goreano. Essa mescla entre a ficção e a realidade, quando não é feita com o devido cuidado com a aderência à Filosofia Goreana, tende a criar incongruências no Estilo de Vida Goreano.

  • Posers”: São em geral fetichistas que simulam, por algum período de tempo, o discurso e o Estilo de Vida Goreano para fazer uso do prestígio que ser Goreano pode trazer. Em geral quando confrontados com as dificuldades de assumir para si as responsabilidades deste estilo de vida os posers optam por mudar de posição, escolhendo para si um estilo de fetichismo mais fácil de viver, menos comprometido e sem tantas normas.

O restante deste texto ser concentrará em discutir características da Filosofia Goreana e da prática dos “Lifestylers”, assim não se aplica aos outros grupos descritos acima ou a quaisquer outros que tenham sido omitidos.

A Filosofia Goreana esta baseada em três premissas básicas, sem as quais não se pode ser Goreano:

  1. O princípio da Honra: Para se ser Goreano, homem ou mulher, é necessário que se possuam valores nobres, entre os quais pode-se citar a honra, a responsabilidade com as próprias escolhas e decisões, a integridade, a coragem, a verdade, o senso de auto valor e a mente aberta, entre tantos outros; além de crer no valor do mérito, da capacidade individual e do esforço pessoal como principais formas de estabelecer estruturas de poder. É evidente que todos estes valores são pessoais e tem interpretações diversas para cada um mas, seja qual for o entendimento que se tenha desses valores o que importa é que os Goreanos devem possuir valores que realmente valham em suas vidas.
  1. Princípio do orgulho: Um Goreano, Master ou kajira deve buscar viver de forma que possa ter orgulho de quem é e do que faz. Seja no âmbito pessoal como no âmbito profissional.
  2. O princípio dos papeis naturais: Para ser Goreano é necessário crer que a Dominação é papel naturalmente masculino e que a submissão é papel naturalmente feminino. Que cada um será mais feliz se tiver a coragem e a oportunidade de viver de acordo com estes papeis naturais.É importante notar que o princípio dos papeis naturais não implica que qualquer mulher deva se submeter a qualquer homem pois isso seria incompatível com o mérito referido no princípio da honra.Finalmente, ser um Goreano, Master ou kajira, é uma escolha pessoal. Desta forma os homens, Masters Goreanos, são obrigados a escolher e se comprometer com a Filosofia e o Estilo de Vida Goreanos para serem reconhecidos como Goreanos, as kajiras, mulheres goreanas, podem sê-lo pelo caminho da opção pessoal ou por se entregar a um Master Goreano. É possível, entretanto que homens ou mulheres se pautem pelos princípios da Filosofia Goreana sem optar por se identificarem como Goreanos. O valor destas opções são, naturalmente, reconhecidos pelos Goreanos, que entendem que honra e orgulho não são privilégios exclusivos dos Goreanos.

Definir e compreender completamente a Filosofia Goreana é uma tarefa complexa e não é o objetivo deste artigo, mas existem alguns aspectos do Goreanismo que devem ser ressaltados:

  • Gor não é BDSM.Embora o Goreanismo no Brasil tenha florescido dentro da comunidade BDSM, GOR não é uma sub-divisão do BDSM, antes é uma outra forma de estilo de vida kinky que coexiste com o BDSM e as diferentes vertentes de fetichismo na comunidade Brasileira.
  • Gor contém uma forma de D/s ritualístico.A base da prática do Goreanismo é a dominação psicológica erótica e é exatamente neste aspecto onde existe a intersecção entre GOR e o BDSM.
  • Gor é uma filosofia sobre a natureza dos gêneros e a relação entre eles.GOR é antes de tudo uma forma de filosofia de vida. Ou se crê nela ou não e cada um tem o poder de interpretar e aplicar esta filosofia segundo a sua interpretação pessoal. É por isso que existem Goreanos tão diversos.
  • Gor não é uma forma de supremacia masculina.As supremacias de gênero creem na superioridade de um gênero sobre outro. A Filosofia Goreana não crê em superioridade mas em papeis naturais. Para os Goreanos Masters não são mais nem menos que kajiras, cada um tem o seu papel no estilo de vida e necessitam uns dos outros. Para os Goreanos, superiores são todos aqueles que têm a coragem de viver de acordo com as suas crenças pessoais e os papéis que escolheram para si sem se condenarem no que aprovam.
  • O Goreanismo exige o respeito por todos os estilos de vida dentro ou fora do universo kinky.O universo kinky tem diversa linhas de pensamento. Todas igualmente válidas e merecedoras de seu espaço. O Goreanismo no respeito do princípio da honra, explicado acima, exige que se respeite qualquer um que viva segundo as suas próprias verdades sem medo de ser quem declara ser.

Existem muitos conceitos errados sobre Gor, entre eles é importante citar:

  • Gor não é uma forma de Sadomasoquismo.Na prática goreana o SM pode ser usado como forma de se exercer a dominação, como castigo, ou como forma de treinamento mas a ênfase não é no SM é, antes, na dominação e no servir ao Master.Cabe esclarecer que embora muito dos Masters Goreanos sejam, individualmente, praticantes do SM não existe uma “Cena Goreana de SM” antes Cenas SM praticadas por Goreanos.
  • O Goreanismo não é RPG (Role Playing Game).A ritualística goreana dos “Lifestylers” não pode ser confundida com formas de RPG (Role Playing Game). Os rituais Goreanos são representações simbólicas de princípios filosóficos cuja interpretação está além dos objetivos desse artigo.
  • Gor não é machista.O Goreanismo tem, algumas vezes, sido acusado de ser machista e embora seja uma filosofia relativa aos papeis naturais de homens e mulheres ele apresenta discordâncias fundamentais com o machismo pois em GOR a escrava é um ser valioso e desejável muito diferente da prática machista.
  • Gor não é inimigo de outras formas de fetiche, do BDSM ou das relações tradicionais (“baunilha”).A Filosofia Goreana, ao valorizar a verdade individual, não tem nenhuma animosidade contra qualquer outra forma de fetiche ou contra as relações tradicionais chamada no meio BDSMista de “baunilha”.

O modo Goreano tem, ainda, algumas diferenças da D/s tradicional em geral embora varias relações D/s se aproximem ou mesmo sejam idênticas ao modo Goreano de ser.

Algumas características do modo Goreano incluem:

  • Uma escrava goreana é uma posse do seu mestre, mas nunca será tratada como algo sem valor. Não será sujeita à práticas degradantes ou que levem a perda do seu valor como escrava. A kajira é um bem precioso. Um Master Goreano não irá estragar sua posse ou deixar que outro o faça.
  • O objetivo primordial da kajira é o bem estar do seu Dono. E ela deve viver para prover tal bem estar.
  • A kajira não tem direitos (O seu único direito, na terra, é deixar de sê-lo).
  • Os Masters Goreanos tem o direito de terem mais de uma kajira segundo o seu próprio critério, em qualquer tempo, e não é dado às kajiras não aceitarem isso.
  • Na prática Gorena não existem negociações como se fazem no BDSM porque as regras de cada Master já costumam estar bem definidas e o período de conversação que precede o início do treinamento de uma kajira tem o objetivo de que ambos, Master e kajira se conheçam e saibam o que esperar um do outro.
  • O Mestre é soberano em suas decisões no que tange a sua própria Casa e as suas kajiras estando entretanto sujeito as normas da Cidade (Grupo Goreano) que escolheu como seu e as normas da própria Filosofia Goreana.

Existem muitas outras características da ritualística, da filosofia e das práticas Goreanas que não foram discutidas aqui, dúvidas sobre quaisquer desses assuntos podem ser trazidas ao autor que terá prazer em esclarecê-las.

São Paulo, 30 de Março de 2016. (Revisão do texto de 21 de Julho de 2006).


Programação Oficial de Alkania em 2016

Janeiro 2016

16 – The Alkanian Fair of Se’Var

(Aniversário: anya{CSoG})

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Fevereiro 2016

26 – Serve VIP

(Aniversário: Master Hyde)

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Março 2016

26 – Serve VIP

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Abril 2016

23 – The Alkanian Fair of En’Kara

(Aniversário: marina_MNavall)

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Maio 2016

14 – Serve VIP

(Aniversário: jova_MNavall)

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Junho 2016

18 – Serve VIP

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Julho 2016

30 – The Alkanian Fair of En’Var

(10o Aniversario de Alkania)

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Agosto 2016

27 – Serve VIP

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Setembro 2016

10 – Serve VIP

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Outubro 2016

08 – The Alkanian Fair of Se’Kara

(Aniversários: Master Christian Sword of Gor; amy)

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Novembro 2013

12 – Serve VIP

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h

 

Dezembro 2016

10 – Serve VIP

(Aniversário: Master Navall)

Local: Talender Hills

Horário: 22:00h