Mês: agosto 2017

Sexta-feira, 27 de abril 2012

DESCULPE FOI ENGANO

Humm, mudaram as coisas no blog, layout, vamos ver se ficou mesmo melhor….
 
E quando vc liga pra alguém e do outro lado, “quer falar com quem??”, poxa se liguei naquele numero quero falar com quem atendeu, principalmente se for celular.
E quando vc liga o coração em alguém…. e do outro lado “quer falar com quem??”
As peripécias nos moldes dos romances medievais, donzelas, castelos, dragões, hoje tem nome…
Mulheres atualizadíssimas, toda parafernália eletronica e de comunicação, trocentos são os meios, eu ainda gosto de cartas e cartões, mas tbem tem isso no google.
Mas…. certas coisas não mudam…
Mesmo que hoje em dia, diversas são as formas de se constituir parceiros, nem sempre apenas um, sou poligamo por excelencia. E me questionaram sobre isso, e é sobre o que torno a me interpelar, uma vez que esse blog é mais um diário de bordo.
Vejo como muitos e acredito que muitos o fazem, tudo o quanto é possível mas publicações S&M, videos, clips, anuncio, postagens, procuro me manter atualizado. O que noto é bem simples, assim como toda essa parafernália torna as oportunidades sem limites, isola.
Pode-se ter uma parceira no Japão, vc se mantem como se ao lado estivesse, porém, o lado fisico, é nulo, e pelo visto não se esta fazendo tanta questão assim, mas vivo me perguntando…
è vero che il mio cuore non è più utile? is true that my heart is no longer usefulEs cierto que mi corazón ya no es útil?  
Estas vero, ke mia koro ne plu utilaj?
Por que cargas d’agua, não posso gostar de quem esta convivendo comigo, qual é mesmo o problema em se amar alguém???
E Top, putz ja arrumei discussões medonhas e homéricas sobre o tema, Eu amo, e continuarei assim, mesmo que todas as vezes que chegar ao THE END, eu fique de fossa, baixo astral e invariavelmente faça merda, em arroubos de insatisfação por ter mais uma vez meus sonhos diluidos em gotas no oceano….
E de onde vem essa saudade? da onde saí esse nó na garganta? porque cresce tanto o desejo de ligar e dizer foda-se tudo, quero ficar contigo…. mas…. também vem o orgulho, a insensatez, a avareza e todos os pormenores que nos incluem mesmo como animais racionais, em criaturas mesquinhas e rancorosas. E eu não sou diferente.
Afinal de contas… só eu vou ao banheiro? porque num tem banheiro no metro de sampa???????
E acabei, mesmo aos trancos e solavancos, completando “TRÊS ANOS DE COLEIRA COM milena” e olha que passamos por inumeras, não sou alguém fácil de se conviver.
PARABÉNS MILENA \O/.
E remoendo meus arquivos neurais, essa é minha segunda D/s de longa data, putz, eu mereço sorrir. Afinal, todos querem a tal da felicidade, eu tbem.
E uma amiga me disse que meu blog é nerd, que todo mundo fala de BDSM, postam sessões, fotos etc, que eu quase ou nunca falo do que rola comigo, kkkkkkkkkkk sou sádico, use a imaginação kkkkkkkkkkkkkkk. Adoro aquela mulher um QI avantajado afff.
Bom creio que por hoje é só, levando em consideração o espaço entre os diários, creio que ta bom.
Vou voltar pro capsacinóides, me diverte. 

Quinta-feira, 12 de abril 2012

DESCULPE FOI ENGANO

Fico por vezes me indagando em como conseguimos chegar onde estamos, a humanidade tem uma história linda no sentido de evolução em diversos meios, pesca, agricultura, etc…
mas irei me ater a tecnologia.
É sabido que as maiores invenções tecnologicas tiveram um fundo de investimento trágico… visavam vencer batalhas.
E nuances foram e estão escritas e lembradas em contos, lendas e enfim, nos levam a meandros de nossa civilização, o interessante é que esse processo, atingiu todo e qualquer grupo que evoluindo hoje é um país.
E temos um planeta unificado, o que ocorre no Japão, torna-se noticia, em questão de minutos em todo o globo terrestre. Existem as mais diversas áreas de atuação que necessitam de aprimoramento constante. Num ciclo impressionante, as novas descobertas tornam de forma eficiente as mais derivadas atividades, e as de certo padrão tradicional, incriveis, pesca, agricultura, etc…
Não sou um expert no assunto, mau consigo executar tarefas corriqueiras, é sempre um trauma cada vez que se inicia uma nova atividade em um novo emprego, mas pretendo falar, como um mero observador não graduado nem tecnico, em comunicação.
O basico, cada grupo evoluiu e se tornou um pais, agregando culturas, espiritualidade, arte, enfim, foi-se adaptando ao ponto de ser reconhecido como parte de um todo, que pode facilmente ser identificado no mundo. E o mais basico de todos eles é, os seres humanos aprenderam a se comunicar pela fala. Mas como isso não era o bastante, os sons se tornaram fisicos e temos a escrita, as cores se tornaram telas e custam milhões.
Não irei me ater a buscas mas chegamos ao computador, fiz os cursos de basic e cobol, D base plus, datilografia, e um mais esperto criou a internet, e com ela, ganhamos anos luz em evolução.
E grupos se encontraram e atividades de garagem se tornaram fortunas. E o que era sub do submundo ganhou um meio de se aparecer a luz do dia, me refiro ao sadomasoquismo, que ainda mesmo em pleno seculo 21, causa nauseas na sociedade, que continua com as antigas tradições, pesca, agricultura, etc…
como modelo de comportamento.
E esse grupo com definições impares de comportamento se reuniu, não irei me ater a quem ou quando, mas ficou conhecido como BDSM com simbolo o tudo mais.
E como não podia deixar de ser, para que pudesse existir em sociedade, baseado nas dificuldades que já é normal em qualquer grupo, vieram as regras. Ficou definido isso e aquilo, alguns são contestados mas de forma geral,foi aceito e é seguido.
Top é todo indivíduo que sente prazer sexual em dominar um outro indivíduo.
Bottom é todo indivíduo que sente prazer sexual em se submeter a vontade de outro indivíduo, e vieram como avalanche as ramificações. Claro.
Essas extensões, adaptações, enfim, foram sendo agrupadas e melhoradas mas o basico permanece. Top manda, sub obedece.
E se faz uso de uma infinidade de objetos na busca do prazer.
No meu caso, como já postei anteriormente, iniciei bem cedo nisso, mas acabei por descobrir o quão extenso está esse mundo a bem pouco mais de cinco anos.
Mas como de praxe, antes de assumir um lado e me tornar publico, pesquisei,reli, assisti videos, filmes, entrei e pernoitei em sites, inumeras foram as masturbações mesmo já sendo um serio candidato a ancião.
E finalmente, após não mais ter duvidas de se era ou não insano, me tornei Navall.
Uso esse nick muito mais por paixão que postura, foi um momento único em minha vida,viver no mar.
E consequentemente vieram relacionamentos,e como me identifiquei como um heteromaniaco, tive sempre a oportunidade maravilhosa de compartilhar minhas fantasias e taras e devaneios com mulheres. De certa forma, acredito que sempre me esforcei no sentido de ser alguém que valhe-se a pena estar junto. Como mantive com muito esforço, uma conduta de comportamento do qual não abro mão fui me tornando conhecido, ou meu nick passou a ser conhecido, pois o maior meio de comunicação atual é mesmo pelo computador e suas ramificações, cada vez mais evoluida, pesca, agricultura, etc…
E indo e vindo conheci Gor e goreanos e também acabei por evoluir e meus metodos de conduta ficaram a partir dai ainda mais enraizados e refinados. Meu grau de exigencia comigo me superou, e me policiava constantemente em busca de sempre evoluir.
Como já deve ter ficado bem claro, os fios brancos já me permeiam a face, e mudaram e muito minha fisionomia, tempo Rei.
Adquiri nesses anos amigos e desafetos afinal sou normal, gosto de muita coisa e também não gosto, tenho esse direito. Fiz e desfiz, fui e voltei, mas permaneci acreditando no basico, pesca, agricultura, etc…
Mnha ideia de S&M, pois não sou bandagista, é, estou nisso pra gozar, eu quero ter prazer e ser feliz com isso, e decisão minha, optei por, ter D/s “ Dominação submissão nome dado ao relacionamento de comum acordo após ardua e exaustiva negociação entre Top e bottom que muitas vezes acaba sendo confirmada por contrato escrito com testemunhas”. Decidi que apenas e tão somente iria me relacionar com mulheres com as quais eu pudesse ter sentimentos, me refiro a amar na forma mais simplificada que isso possa ter. Ver minha parceira, que assumiu a postura de submissa como uma mulher a qual, posso praticar as mais requintadas e inomináveis formas de prazer me exaure as capacidades neurais, e como isso pra mim é algo de uma força iniqualavel
Tive uma relação que perdurou por uns 15 anos e nem sabiamos que tinha nome, regras, era mundial, e haviam encontros nesse sentido hoje acredito que muito mais ganhamos do que perdemos vivendo em nosso pequeno universo.
Hoje convivo com milena. Uma D/s que já vem completando 4 anos. Por inumeros fatores descobri que ela realmente gosta de mim, e finalmente me sinto seguro em afirmar que gosto dela. Nessa forma de convivencia a troca de parceiros que tem o titulo de coleira é de uma rotatividade a qual não me deixa tranquilo. Sou mais adepto de relacionamentos estáveis e concretos.
E sempre cultivei o sonho de viver com uma intensidade insana uma D/s sadomasoquista em que ambas as partes também estivessem ligadas não só por afinidades em praticas mas predispostas a ter um sentimento profundo e enraizado nos moldes de um amor, mas no mais profundo que esse nome pode atingir.
Ouço sempre que se trata de utopia,esse é um modo de vida no qual é simplesmente impossivel de se amar verdadeiramente alguém e etc.
Os que desafiam essa realidade, acabam convivendo em uma D/s 24/7. Sonho que poucos conseguem ostentar sem cair na rotina.
Eu mantenho o que acredito ser ideal.
Nesta minha busca, uso como parametro a D/s que vivi, mas excluindo o fator apenas sexo e incluindo o coração nisso. E venho amargando um preço alto por isso.
Já ouvi termos como, donorado, maridono, pesca,agricultura, etc… E não vou desistir.
É sempre uma serie de sentimentos contraditorios todas as vezes que se finda uma relação, umas tornam-se agradáveis surpresas onde impera a evolução humana e nos tornamos amigos de verdade, outras nem tanto.
Uma das facetas da tecnologia é ter aberto a possibilidade de vidas virtuais. E com isso surgiam as D/s virtuais, tão singulares que também tem suas nuances de complexidade.
Já tive duvidas quanto a validade dessas relações, hoje as julgo tão efetivas quanto as reais de fato.
E finalmente chego ao ponto em que desejo me ater.
Ao se findar uma D/s em que não há uma definição exata de fim e que ambas as partes ainda tem o que alegar e buscar e se agridem porem o sentimento ainda é forte…

Quarta-feira, 15 de fevereiro 2012

O Tempo e a Vitória

Carnaval 2012
Caríssimos, esta é a festa do povo, festa mesmo, pouca roupa, noite toda, beber, som altíssimo, alguns nas praias outros em cidades, uma balada de dias, pois bem, cabe sempre e sempre e sempre avisar e ressaltar….

SE CUIDEM!!!!
CAMISINHA SEMPRE!!!!
AGULHAS DESCARTÁVEIS!!!!
SÓ BEBAM DE SEUS COPOS!!!!
SE BEBER NÃO DIRIJA!!!
ENFIM ÓTIMA FOLIA A TODOS!!!!
NOS VEMOS POR AÍ!!!!!

Terça-feira, 22 de novembro 2011

Encontrei!!!!! 😀

kkkkkk, achei a senha do meu diário de bordo, nossa, abandonado num canto a estibordo num baú carregado de cracas……
quanto se quer remoer o que vem por dentro nada melhor que escrever, a mente eh mais rápida, porem quando se esta sozinho numa terça, com dia ficando cinza esfriando e prestes a chover, ouvindo ben harper e norah jones, fica fácil, dizer o que vai no peito.
nestes dias duas pessoas que fizeram parte dessa minha vida SM, entraram em contato comigo, ambas acabaram por “sair do meio”, e isso me deixou apreensivo, ambas as mesmas queixas, parceiros, sem carater, honra, dignidade, etc, e tantas outras que me abordam e o tema gira no mesmo, de formas diferentes.
na verdade não sei o que dizer a elas, não posso e tenho como regra pessoal, não opinar sobre as atitudes e atos de outros Top’s, não sou o dono da verdade e ainda estou aprendendo.
vejo de forma triste que eh mesmo uma questão social e não do bdsm a conduta das pessoas.
mortes sem sentido, drogas, crimes, incluo políticos no meio disso tudo, uma panela de coisas que simplesmente acabam com o ser humano, social, educacional, saúde, transito, trabalho, enfim, esse século 21, eh rápido e traumático, felizmente, iniciou sem uma grande guerra o que já eh um bom começo em se tratando da historia humana.
mas e no meu modo particular de vivenciar sexualidade…. o SM D/s….. o que dizer….. sei la…..
vem de berço, vem de carater, tantas coisas influenciam as pessoas, será ate o negocio de não ligar mesmo pra nada e enviar um grande foda-se a tudo e fazer o que der na telha……
feliz ou infelizmente Eu não sou assim….
me preocupo com as gurias, desejo-lhes o bem, de verdade, to nisso por que quero ser feliz de alguma forma, mas as pessoas são difíceis, complicam o simples, destroem o belo, como se, a felicidade fosse algo pejorativo, distante, absurdo, inatingível, dai, mais fácil apenas fazer coisas ruins, com ela mesma e com tudo o que há por perto…… não entendo e acabo por morrer sem entender o real objetivo disso.
vejo pessoas reclamando de estar num shopping e a mesma pessoa reclama de estar na praia, sitio, montanha, caralho, afinal nada agrada? nada esta bom? eh realmente o lugar ou a pessoa?
ouvi alguém dizendo, “nem no céu se sente bem, pois esta ruim por dentro…..”
e como uma pessoa que esta péssima consigo mesma, pode dar alegria a outras? isso creio, tbem ocorre no SM D/s, e converso e converso e fico nisso…..
estou tentando encontrar um meio de fazer com que minhas parceiras se entendam, milena e mari se dão bem, desde que não se falem, nem saibam que existem, e já tenho uma convicção nisso tudo, sei o que desejo, já vivi tudo o que não deu certo em minha vida, e quero mesmo, antes de morrer que algo de certo.
o importante eh seguir em frente, fica mesmo um no na garganta, uma sensação estranha, mas aprendi que o tempo cura, e apenas os neurónios registram a memoria, e quero e acredito, que eu também posso sorrir.
faço parte deste “meio” controverso, stressante, confuso e alucinante do SM D/s, e não pretendo sair, não pretendo mudar, não nas coisas que sei que são boas, mudar nas ruins custam, mas valem a pena.
e como um de meus maiores sonhos eh voltar pro mar fico pensando, navegar sozinho, ou levar comigo uma tripulação que pode a qq momento ter um motim, não pra obter o poder da nau, apenas para ter não sei o que…..
dizem, o comandante eh quem decide, sei disso, e cabe também ao comandante escolher a tripulação…..
sei o que quero e vou mesmo lutar por isso…. quem quiser vir….. venha….. mas será da forma, que EU quero.
em um site, uma questão me fez pensar a semana toda e acabei por soltar minhas pérolas…..
poligamia ou sei la qual termo se usa de forma correta pra descrever a situação, Homem que vive simultameamente com mais de uma parceira sexualmente. e EU me encaixo nessa parte do mar, nestas águas naveguei a vida toda, e adoro isso, e neste meio onde justamente suas libidos fantasias  e taras devem ser saciadas que vou deixar de fazer? kkkkkkkkkkkkkkkkkk jamais!!!! se fosse pra ser certinho, me escondia num canto e ficava batendo punheta traumatizado por questões morais…..
Vivo D/s SM por prazer, pela busca do prazer e por ser EU nisso, inteiro, completo, verdadeiro, sem as mascaras que se eh obrigado a usar na hipócrita da sociedade…., usar terno preto na beira da praia no trabalho a trocentos graus na sombra? e dizer to feliz assim??? jamais, não sou EU, surfar de terno jamais….
e como este blog eh um diário e nele posto o que sinto, não tem fim….. kkkkkkkkkkk………..

Sexta-feira, 23 de setembro 2011

O TEMPO E A VITORIA

estava almoçando em um bar, a tv ligada mostrava um grupo de homens, sentados em poltronas, e  sendo orientados por uma bela loira, todos, falavam sobre futebol e defendiam suas opiniões como quem defende a própria vida, esbravejavam e ao mesmo tempo em que falavam da vida de outros atletas na mesma proporção falavam de coisas inúteis, olhei para o transito caótico e pros radares instalados e haviam cinco marronzinhos que, ao menos o tempo que observei, não pararam um minuto de escrever multas…..
já havia sofrido umas boas por ter vindo de trem e metro pro centro de sampa, e ali, aqueles marmanjos falando de futebol, e os outros que estavam assistindo, comentavam com mesmo entusiasmo o ocorrido no programa, me perguntei em silencio observando tudo aquilo, porra quais são mesmo os valores que nos norteiam, o criticado jogador de futebol, nascido numa favela carioca, hj ganha 300 e tantos mil reais por mês, e, estava no centro da atenção dos comentários, R$ 1.000.000.000.000,00 em impostos e esbravejam sobre atraso em treino, metade do oriente médio em ponto de ebulição e falam de capitão que foi sacado por técnico, um rodoanel que esta detonando a vida de centenas de pessoas pra desviar de uma pedreira, e gastam horas, analisando se foi ou não impedimento, consigo finalmente, ser atendido pela recepção de um centro hospitalar gigantesco daqui, aguardo minha consulta e uma tv mostra campanhas de saúde, do governo sem som, e outra noticias, um rapaz de gravata fica indiguinado com atrocidades e repete varias vezes, numa favela, uma briga ou algo assim, e reclama do ar condicionado ao vivo, soube que vai pra casa todos os dias de helicóptero, não suporta o transito paulistano, e duas senhoras a minha frente, comentam sobre se vai ou não passar novela, depois soube ser uma reprise de novela antes da novela atual, sou atendido, cirurgia confirmada, vou embora, por sorte ou horário metro vazio, em se tratando de sampa, ninguém esfregando em ninguém, já e lucro.
uma guria, de saia curta, não faz questão de esconder sua calcinha branca, uma senhora olha horrorizada uma dupla de homens de mãos dadas, não se beijavam, como ocorre normalmente no metro a noite, e sem ter paisagem, tento ver algo nas tvs e, comerciais e comerciais, ligo pra mari, conversamos bastante, rimos muito, com isso acabo de distraindo.
nem noto direito o rapaz pedindo ajuda pra ir pra algum lugar, ou noto qual produto e posto em meu colo a R$ 1,00 pra ajudar nas despesas, ou dou atenção as reclamacoes de horários de um e outro, mesmo ouvindo mari, reclamando que ainda morre sem permissão por causa do calor no DF, me pergunto se tbem Eu não estou mecanizado, tbem Eu não fui institucionalizado, programado pra fazer como numa matrix o que o meio me impõe, dou uma ordem absurda e mari prontamente obedece, não sem antes questionar, e essa atitude dela, de perguntar, de questionar, de querer algo a mais, me abre a mente. 
SIM, vivo neste meio, vivo  e faço parte de muita coisa, mas pela graça do universo, tbem vivo algo diferente, vivo em um mundo a parte, divertido, intenso, inusitado, excitante, penso em milena, que esta no trabalho esta hora e em breve corre pra faculdade, compro o chocolate, mas me recuso a ver datas de validade hehe, e acabo por sorrir, sinto que mari percebe meu sorriso e milhões de km longe de minhas garras ela tbem se anima, e conta nuances de seu dia agitado, prossigo meu caminho e continuo sorrindo, pessoas de translaio talvez querendo entender o porque,mas sem coragem de perguntar claro, e sigo meu dia, um dia quente e sem nuvens de uma tarde de inverno em sampa……..

Segunda-feira, 22 de março 2010

Acordei agorinha…..

Insônia, sem pesadelos dessa vez, meu passado não veio me atormentar, com cenas do que fiz, ajudei, estive junto, planejei,executei, não, dessa vez não.
Uma amiga sub, a qual sempre estamos juntos, mecionou que o que procuro insanamente é outra “j”, e, com qq uma que não se pareça em nada com ela, vou acabar esfriando e deixando a relação murchar ate se findar. 
Como se fosse isso que meu mais intimo e profundo desejasse, não é ela, não vai dar, vem daí minha frieza .
Por isso falo tanto nela, por isso, falo dela com quem está querendo algo comigo, e, nem sequer paro pra observar se acabo de fechar outro coração que se abria para mim, e vê tristemente que jamais irá tapar esse buraco, nem sequer conseguir seu espaço em meu peito.
Não pode ser, como isso é possível……sequer sei onde ela se encontra….. não temos a anos nenhum contato fisico,…..nem sei se ela esta viva diga-se, ano passado, com problemas em bdsm, procurei por sua sabedoria infinita, pois perdia as redeas de minha sanidade novamente, ela me apoiou mais uma vez, mas desta feita mudou o numero do fone que eu tinha. 
E navego a deriva, procurando em portos onde finalmente terminar minha viagem e contar minhas histórias e aventuras, num banco, olhando pro mar e fumando meu cachimbo, barba branca, pele escura brilhando ao sol, dorso nú, com minha kadela no colo, não é querer muito, é querer algo…….
Proteger alguém finalmente, dar-lhe o braço forte, ser a sombra em sol insano, cobertor em noite fria, motivo pra que acorde, sorria, viva, chore, cante, se emocione, evolua.
Já que não entendo o amor, que essa pessoa aceitei isso em mim e entenda minha dedicação, meu empenho, minha presença, meu Eu. 
E que seja nova, todas as luas que estiver comigo, que a brisa que esfoaçar seus cabelos seja o hálito sedendo de meus pulmões, a lhe devorar as carnes, o desejo, que a febre de minha pele lhe aqueça até o mais infimo de seu ser, pois devoro o que me pertence, consumo o que é meu, que sinta as minhas mãos, a press ionarem seu ventre, o ardor frenético em suas ancas, o perder de seus seios,o arfar de seus lábios, cortando minha lingua ,a posse do que é meu. 
Mas a tudo isso, pede-se ao meu coração que mude, que se abra, que se permita, e isso sei por mim que irá levar tempo, tempo este que não sei se me é permitido, tempo este que tenho que o aproveitar o mais urgente possivel, pois o amanhã virá, mas pode ser meu ultimo.
Como os antigos, irei por numa garrafa um depoimento, longo o bastante pra ser interessante a quem goste do que gosto, curto o suficinete pra dizer que estou sozinho…. que procuro…. que desejo……
Irei lançar essa garrafa ao mar, constando toda minha vida, sem rodeios, sem mascaras, sem mistérios, com meu endereço, onde me encontrar, pois quem vier, virá sem ter duvida, virá sem ter medo, virá por desejo, de viver e conviver com um homem que quer a vida, seu modo de vida, pleno, integro, concreto e realizado.
E essa insônia que não me deixa, que fique então comigo, companheira de noite quente e vento frio, a olhar pra tão bela lua, nesta cidade de concreto e aço, onde não se vê estrelas, mas se sabe que esta mulher ja existe, apenas, estamos indo em praias diferentes……….

Panquecas (pancakes americanos)

INGREDIENTES

2 xícaras de farinha
4 colheres de chá Royal
2 colheres de sopa de açúcar
1 1/2 colheres de chá de sal
1 1/2 xícaras de leite
2 ovos batidos
6 colheres de sopa de manteiga derretida

PREPARO

Peneire juntos os ingredientes secos. Junte o leite, ovos e manteiga. Bata bem. Podem ser fritas logo, porém quando feitas na véspera, as panquecas ficarão mais fofas. Esquente bem a frigideira e unte-a o mínimo possível. Sobre fogo baixo, deite às colheradas a massa para uma panqueca. Quando começarem a surgir bolhas nas beiradas e estiver corada por baixo, vire-a de uma só vez. Não deve levar mais de 3 minutos para estar pronta.


Nau Wakanda

Saudacoes, a partir de hoje. 27/07/2017. 

Passarei a fazer o diário de bordo da Nau Wakanda.

Pretendo ser o mais claro possível, fazendo uso de linguagem usual do dia a dia. Minha ideia é mostrar que ser Goreano, faz parte da minha vida e não um adendo em que só surge em momentos distintos ou ocasiões específicas. Sou quem Eu sou, onde estiver.

Sejam bem vindos e vamos navegar.


Navall Warrior 15 de março de 2010

Inicio hoje, uma das atividades, das quais , mais fiz uso em minha juventude, ir tomando nota de todas as coisas pelas quais vivêncio no meu dia a dia.
Sendo assim, não me importa, e não me interessa, se tens ou não, concordância, com as minhas colocações aki, nem tampouco, pretendo fazer deste local, um campo de batalhas, pretendo ir, sem elaborações filosóficas, aprendendo e evoluindo, no modo de vida ao qual já não posso mais me esquivar.
Sou um praticante de BDSM, sigo como norma de vida o Bushido, simpatizo e muito com Gor, existem inumeros locais nos quais sanar duvidas, não aki, não é esta minha intenção, não é este o local.


Editorial: Agosto de 2017

Por Master Christian Sword of GOR <chistiansword@gmail.com>

O mês de Julho é um mês importante para Alkania.

Não só por ser o mês de aniversário da Cidade onde se comemora o Alkanian Fair of En’Var marcada pela Cerimônia das Pedras como também pela comemoração do dia 24/7, Dia Internacional do BDSM.

Sempre se discute como Gor não é exatamente parte da Comunidade BDSM mas foi, desde 2004, recebida por esta, e em seu meio encontrou solo fértil para se desenvolver. Os membros de Alkania sempre estão, em maior ou menor grau, envolvidos com as celabrações do 24/7 e neste julho de 2017 não foi diferente.

O aniversário de 11 Anos de Alkania foi uma festa linda que marcou as novidades nas instalações de Talender Hills.

Agosto também será um mês de comemoração com a cerimônia oficial da entrada da Casa de Henri d’Aramitz como membro efetivo da cidade de Alkania.

Que venha mais um ano!