Categoria: Cultura Goreana

BRACELETS

Por babi{HA}

Explicação: Comando, que pode ser dado em qualquer posição. As mãos nas costas sendo os pulsos cruzados na parte inferior das costas para serem unidos por algo, geralmente pulseiras ou braceletes escravos, fortes e resistentes para que a kajira não escape. Cabeça erguida sempre mostrando orgulho pela sua posição.

Forma de uso: Comumente e usada para amarrar os pulsos da Kajira, com correntes ou braceletes escravos ou cordas ou o que o Master quiser usar para prender a escrava. Devota submissão e poder do Master sobre a escrava.

Citação: 

“Bracelets!” I said in Gorean, harshly. The girl snapped to position, hands behind the small of her back, head lifted, chin up, turned to the left. In such a posture she may be conveniently put in bracelets, and leashed.

Book 10, Tribesmenof Gor.

“Bracellets,” Ho-Sorl shouted suddenly Phyllis threw her wrists behind her back, threw her head back and turned the same to one side, the instant response of a trained girl.”

Livro 5, Assassin of Gor.

Tradução:  

“Bracelets!” Eu disse em Goreano, com dureza. A menina aproximou-se da posição, as mãos para trás na parte inferior das costas, a cabeça erguida, o queixo, virou-se para a esquerda. Em tal postura, ela pode ser convenientemente colocada em pulseiras e amarrada.

Livro 10, Tribesmen of Gor

“Bracellets” gritou Ho-Sorl de repente Phyllis lançou seus pulsos atrás das costas, jogou a cabeça para trás e virano a mesma para um lado, a resposta instantânea de uma garota treinada.”

Livro 5, Assassin of Gor.

Mãos cruzadas, rente ao final das costas.


NADU

Por babi{HA}.

Essa  é a  posição mais famosa do mundo goreano, é acredito eu que a mais usada no dia a dia da terra, já que servimos sobre os joelhos.

“She swiftly turned, facing him, and dropped
to her knees. She knelt back on her heels,
her back straight, her hands on her thighs,
her head up, her knees wide. It was the
position of the pleasure s
lave[…]”

Tradução:

“Ela virou-se rapidamente, de frente para ele, e caiu
de joelhos. Ela se ajoelhou em seus calcanhares,
as costas retas, as mãos nas coxas,
a cabeça erguida, os joelhos bem abertos. Foi o
posição do escravo do prazer.[…]”
Explorers of Gor.

Entretanto existem outras citações é aí deixo a cargo de quem se sentir interessado em buscar.

A explicação da posição:

Se ajoelhar denota toda a devoção que a kajira tem pelo seu Master, porém temos que ver que na contra terra é comum estar nos joelhos para uma mulher. As mãos na coxa viradas com as palmas pra cima além de contar entrega ,tem a ver com entrega sexual ,e realmente dizer que está preparada pra ser usada sexualmente. Essa é uma posição de escrava do prazer. A cabeça deve estar erguida trazendo todo orgulho da sua posição, e os olhos baixos trazer a submissão. Você abre as pernas o suficiente para que sua vagina fique com os grandes lábios abertos, sendo assim você fica completamente exposta e vulnerável ao Master.

a posição está correta, o rosto não fica lateralizado porém e o modo mais simples de se esconder a face em uma foto.